A velha política na nova mídia

Pelo que entendi, não tem nada demais. É apenas um canal no Youtube. Qual a diferença? Quando o google começa a dar dicas para que os governos estejam presentes no Youtube e tenham seus próprios canais, vejo boas consequências, porém sem grandes mudanças.

Fica mais fácil convencer governos a entrarem, a partir dos exemplos de outros e compartilharem mais informações sobre o que acontece com os cidadãos. Tem a vantagem dos governos verem que não precisam gastar tanto com televisão, pelo menos a médio prazo. Mas sem mudanças culturais, provavelmente o que veremos é o famoso “mais do mesmo”: muita progaganda e comentário moderado.

Bila Amorim.